16 de fevereiro de 2016

COMO ELES VOLTARÃO? PARTE III

Carlinhos da COHAB (PSL)- Eleito na sexta colocação de forma surpreendente, chegando aos 1.818 votos, o vereador vem se consolidando como a nova liderança do partido de oposição, sendo a principal voz das denúncias contra a administração municipal, ocupando espaços dentro do grupo.  Enquanto o ex-deputado federal José Augusto Maia só veio fazer oposição ao prefeito depois do segundo semestre de 2015, Carlinhos vem desde o início caindo no gosto do eleitor tradicional nos chamados taboquinhas. O vereador chega em 2016, ocupando os espaços deixados pelo ex-líder no coração dos apaixonados eleitores. Caminhando para ser o mais votado no grupo, Carlinhos da COHAB terá uma eleição que pode alavancar seu nome no futuro do grupo.

Fernando Aragão (PTB) – Chegando para mais um mandato parlamentar na 13ª posição em 2012, onde obteve 1.409 votos, o vereador deixou claro logo no inicio que este seria seu último mandato parlamentar, e que partiria para ser o candidato a prefeito com apoio dos vereadores que se comprometeram em 2014, quando todos se uniram ao projeto do vereador Ernesto Maia deputado estadual.  Numa luta histórica para ser o indicado como pré-candidato oficial do grupo, acabou vencendo uma quebra de braço com o ex-líder dos taboquinhas José Augusto Maia, que chegou a lançar o jovem Cleiton Barbosa como o “Novo”. Zé Augusto acabou diante da opinião pública abortando o projeto e apoiou Fernando Aragão, mas impondo a candidatura do filho Tallys Maia à vice de Fernando, o que acabou em novo aborto politico. Fernando Aragão chega em 2016 com seu projeto fortalecido dentro do seu grupo político. 


Deomedes Brito (PT)- O petista foi eleito mais uma vez em 2012, chegando na quinta colocação, com 1. 827 votos, mostrando sua força junto ao povão da cidade. O vereador faz parte do trio das denúncias, formado por Carlinhos da COHAB, Ernesto Maia e o próprio, e mantém a linha mais popular no grupo de oposição. Seu histórico de trabalho nos bairro Santo Agostinho, Nossa Senhora da Conceição e Acauã, lhe rendem há muitos anos uma votação expressiva naquela região, embora seja foco ataque do grupo de situação, que investe em novos nomes para combater o petista em seu reduto.  

Galego de Mourinha (PTB)- Chegando na nona colocação em 2012, quando obteve 1.524 votos, o vereador faz um mandato, onde divide seu tempo em viagens de trabalho e sua atuação parlamentar, o que o distanciou durante um tempo das questões politicas do seu grupo nos dois primeiros anos.  Em 2015 entrou de vez nas decisões dos chamados taboquinhas e deixou claro que queria ir para a majoritária, encontrando dificuldades, quando o ex-líder José Augusto Maia colocou o filho Tallys Maia como vice de Fernando Aragão. Porém, como a opinião pública ficou contra a indicação, e a favor do nome de Galego para vice na chapa, o projeto de Zé fracassou mais uma vez. O vereador chega em 2016 como o vice da chapa, mas vivendo sob as dúvidas de que realmente irá até o final, mesmo ele garantindo que é prego batido e ponta virada.

Ernesto Maia (PTB)- Depois de uma grande campanha, o vereador foi reeleito em 2012, ocupando a segunda colocação, atingindo o simbólico 2.014 votos, numa indicação do que viria pela frente. De fato em 2014, ele saiu candidato a deputado estadual peitando seu tio Zé Augusto Maia, apoiando outro federal no caso, Luciano Bivar, e tendo o apoio de todos os colegas vereadores. A afronta politica tinha como objetivo tornar-se líder do grupo, para isso, anunciou antecipadamente em coletiva, o nome de Fernando Aragão para prefeito com dois anos de antecedência. Ernesto partia para o tudo ou nada. Zé Augusto Maia acabou apoiando Toinho do Pará para estadual e Ricardo Teobaldo para federal. Ernesto Maia obteve uma derrota vergonhosa em seu projeto: chegando aos 3.355 votos em Santa Cruz, contra 12.040 de Toinho do Pará. No estado, chegou aos 8.034 votos. Na briga politica com o tio, perdeu feio, mas o grave mesmo foi ver sua imagem de cumpridor de compromissos indo para o ralo, deixando muitos prestadores de serviços e apoiadores no prejuízo. Depois disso, assistiu o crescimento do vereador Carlinhos da COHAB, que hoje é seu líder politico. Mesmo diante da derrocada de 2014, Ernesto Maia chega em 2016 com amplas condições de se reeleger, devido pouca e fraca concorrência no palanque para vereador. 

Helinho Aragão (PTB)- Uma das boas novidades em 2012 foi a eleição do jovem vereador pela primeira vez, ocupando a 8ª colocação, e chegando aos 1.560 votos. Helinho Aragão vem fazendo um bom mandato, mas poderia até agora, ser bem melhor, já que lhe falta um tempero mais forte politicamente. “Um bom rapaz”, e que é visto com possibilidades futuras para disputar eleição para prefeito. O vereador procura sempre elevar o nível da casa legislativa e tem bom diálogo com todos na Casa de Lei.

0 comentários:

Postar um comentário