25 de fevereiro de 2016

MARKETING ESTRATÉGIA PARA CONVENCER O ELEITORADO

Esse ano teremos eleições em todo o País, iremos escolher os candidatos aos cargos dos poderes executivos, prefeitos. E, os cargos do poder legislativo vereadores. Para conseguirem chegar com sucesso a estes postos os candidatos terão em seu favor uma ferramenta muito importante, o MARKETING. Já a algum tempo essa ferramenta vem sendo utilizada na escolha do presidente da República e consequentemente de todas ás escalas das federações e municípios.

Em nossa cidade o Marketing já serviu para eleger alguns políticos atuais, sobretudo da era digital, quando o Marketing se tornou um mecanismo ainda mais comum a compreensão do eleitor.

Já houve uma época em que o Marketing utilizado por uma das alas políticas de nossa cidade, foi o principal mecanismo para eleger seus postulantes ao poder executivo. A propaganda de campanha foi uma arma muito eficiente e eficaz para eleger estes políticos dessa ala partidária. No marketing há um ponto que precisa ser muito bem analisado por seus usuários em propaganda política.

“Quando o candidato aparece demais, pode forçar uma relação inexistente com seu eleitor e resultar no efeito contrário de seu objetivo”.

O marketing político foi utilizado com tamanha eficiência por essa ala partidária que seus candidatos conseguiram se sucederem e permanecer no poder por 12 anos, enquanto que ala partidária de oposição amargava sucessivas derrotas por não perceber a principal arma das campanhas políticas da ala vencedora. O seu líder e principal articulador, também foi traído pelo exerço de aparição pelo mesmo mecanismo que o tornara vencedor.

A ala partidária que se utilizava de campanhas baseadas na retorica e ultrapassa marchinha dos anos 70, passou a introduzir em suas campanhas a ferramenta do Marketing político e conseguiram fazer esse trabalho de maneira ainda mais eficiente do que seus adversários, introduzindo o mesmo perfil utilizado por eles.

Diríamos aqui que os alunos acabaram aprendendo muito mais que seus professores em fazer campanhas políticas.

O próprio tempo também se encarrega de fazer suas mudanças. A mídia radiofônica deste município estava monopolizada e fazia jus ao perfil de propaganda eleitoral daquela época. Hoje ainda é um dos principais meios de comunicação de propaganda política, só que nos dias de hoje já não tão monopolizada como antigamente e isso modificou e muito o próprio conceito de Marketing utilizado pelos político atuais. 

O Sistema Radiofônico hoje exerce o quarto poder governamental do nosso município, isso significa muito, para uma sociedade que a anos tem como seu principal defensor o poder judiciário. Vivendo nesse cenário muitos se aventuram no mundo da comunicação, por exercer a ordem do poder. É muito importante salientar que o rádio vem exercendo essa função muito bem perante a inércia dos governantes atuais, tem sido a voz que ecoa perante os poderes constituídos: executivo e legislativo. O rádio hoje está mais livre do que nunca, os principais acionistas de antigamente nunca foram bons em gestão e os novos empreendedores de hoje estão focados em seus objetivos, pessoais, políticos e sociais. A sociedade é seu principal cliente.

JOSÉ DALVINO – CIÊNTISTA SOCIAL

0 comentários:

Postar um comentário