18 de março de 2016

PANORAMA POLÍTICO

Queimando a língua
No ultimo domingo (13) foi dado o ponta pé inicial para a comercialização na tão sonhada central de feiras e mercados de Santa Cruz do Capibaribe. Pois bem, aconteceu e pelo visto com a aprovação popular. Sem duvidas é mais uma obra marcante na gestão do Prefeito Edson Vieira (PSDB), e quem duvidou da obra, acabou queimando a língua, e agora tem que aguentar as provocações.

Bem recebido
FOTO: Jefferson Lulu

Acompanhado de sua comitiva, o Prefeito Edson Vieira esteve conferindo de perto a primeira feira da CEASCC – Central de Feiras e Mercados. Entre um abraço e outro o prefeito ouviu da população elogios e agradecimentos. Apesar do desdém de alguns membros da oposição, a central de feiras deixou de ser um símbolo do descaso, para tornar-se uma obra importante não apenas na organização física das feiras, mas principalmente pelo aspecto econômico. Talvez por isso que o prefeito foi tão bem recebido.

Faltou combinar

Baseado na participação do suplente de vereador Renê Atleta no programa “Rádio Debate” do dia (14), a decisão tomada pelo PHS municipal em apoiar a pré-candidatura do vereador oposicionista Fernando Aragão a prefeito de Santa Cruz, não foi bem combinada, tanto é verdade que o PHS perderá várias peças do seu quadro de filiados. Verdadeiramente, faltou combinar.

PHS, quem ganhou e quem perdeu?
Fazendo uma reflexão rápida sobre a ida do PHS para o palanque da oposição fica a pergunta, quem ganha e quem perde no contexto politico eleitoral? Pois bem, com base naquela máxima que diz “a política é a arte de somar”, pode se dizer que o grupo de situação perdeu um “aliado”, portanto a oposição ganhou esse “aliado”, até aqui a matemática é bem simples, agora vem o “X” da questão, será que o PHS ganhou ou perdeu? Usando uma linguagem do mercado financeiro, eu diria que o PHS faz uma aplicação de curto prazo e de alto risco, sendo assim, entendemos que essa aplicação poderá não ter a rentabilidade desejada.

Menos um!

“Mais Já”... O advogado Santa-cruzense Dr. Manoel Ramos não disputará mais uma das 17 cadeiras da Câmara de Vereadores de Santa cruz do Capibaribe. Além da desistência de sua candidatura, Dr. Manoel ainda solicitou ao diretório municipal dos Democratas (DEM), sua desfiliação partidária. A notícia pegou alguns de surpresa, mas em meio a tantos pré-candidatos, digamos que é menos um na disputa, pelo menos por enquanto.  
 
A moda da chapinha
Depois da chapinha do PHS e a chapinha do Zé Augusto, agora é a vez de Carlinhos da Cohab reivindicar a sua chapinha. Caso isso venha se confirmar, entendemos que o prejuízo político no grupo Taboquinha terá consequências catastróficas no quesito vagas na Câmara. Realmente a oposição esta bem unida, só nos resta saber o que eles estão entendendo por “união”.

Por: Nilson Pereira.

0 comentários:

Postar um comentário