22 de julho de 2016

NÃO DEFENESTRE SEU VOTO!

         É preciso tomar muito cuidado quando for falar de política na terra das grandes gameleiras, isto se deve principalmente ao fato de muitas vezes se confundir a política como aquilo que serve para atender aos meus interesses em detrimento do interesse comum do povo dessa cidade que embora seja “rica” em termos econômicos, ainda padece de uma pobreza existencial, pois temos cultura e boa parte da população não reconhece a riqueza dessa área, temos grandes esportistas e boa parte do povo não houve falar nisso, temos uma banda musical centenária e de qualidade, mas que não tem o devido reconhecimento nem da população e muito menos do poder público, temos poetas, repentistas, artistas plásticos, atores e atrizes e uma série de outras coisas positivas que são encobertas pela fome de produção e acúmulo de capital.
         A dificuldade em falar de política está também relacionada à “cultura” de acordo com um comentarista político da cidade que leva em consideração a vontade de vitória de duas alas existentes aqui há muito tempo. Embora o nobre comentarista diga que isso deve ser respeitado, devemos respeitar acredito pelo fato dessas duas alas terem contribuído de maneira substância para que sejamos uma cidade “bem arborizada, com uma saúde exemplar, com vias muito bem urbanizadas, com boa distribuição de renda e com perspectivas futuras de dar inveja à Finlândia”. Entendemos que o que deve ser respeitado é o direito a cidadania, ou seja, o direito de que o povo sejam agentes ativos nas decisões que devem ser efetivadas em relação ao rumo que a cidade deve tomar para que a partir disso principalmente aqui na terra das gameleiras o povo comece a entender que político não presta favor cumpre obrigações mediante a confiança que lhe foi depositada nas urnas, e que acima de tudo o poder emana do povo para os políticos e não dos políticos para o povo.
         Felizmente esse ano não será fácil para os falsos políticos convencerem todos os eleitores, pois já existe um grupo significativo de pessoas que não se deixa mais enganar com o canto da sereia, são pessoas que tem buscado um maior esclarecimento sobre o que venha a ser política e seus fundamentos, portanto, os candidatos devem ter cuidado, o povo já não é mais tão bobo quanto antes, claro que aqui não se encaixam os “assistentes” de campanha que só tem o interesse de ver Santa Cruz do Capibaribe “melhorando”, esses geralmente colherão receberão seus louros rapidamente pós-campanha caso os seus candidatos vençam.

         Porém há uma preocupação na terra das gameleiras quanto ao comportamento de eleitores mais exaltados, aqueles que como me disse um popular, “brigam enquanto os candidatos tomam cerveja juntos”, pois é, infelizmente existem aqueles que por serem dotados de uma “cidadania” maior que a dos outros chegam a se agredir fisicamente por conta disso. Essa semana presenciamos uma cena na Avenida 29 de dezembro que nos levou a essa reflexão, populares viram um assalto e notaram que o assaltante não estava armado, daí em diante espancaram o sujeito até marcar o chão da calçada de sangue, não vou aqui defender o bandido, mas tomara que isso não seja visto na eleição que se aproxima, pois se os populares forem espancar quem estiver contra nossa tão sagrada e falada ética, haja calçada e gente pra bater.
TEM QUEM DURMA?!

“A Rede Sustentabilidade é fruto de um movimento aberto, autônomo e suprapartidário que reúne brasileiros decididos a reinventar o futuro do país. É uma associação de cidadãos e cidadãs dispostos a contribuir de forma voluntária e colaborativa para aprofundar a democracia no Brasil e superar o monopólio partidário da representação política institucional”. Isso acredito que todos já sabem em relação a esse jovem partido, talvez o que não se saiba é que foi feita uma reunião com pré-candidatos a vereador de Santa Cruz do Capibaribe e não convidaram A Rede para participar. Pois é, deu errado o partido vai sair fora das chapinhas e chapões da campanha, e quem esperava prejudicar talvez saia com prejuízo maior, é bom lembrar que estão filiados a este partidos figuras como Luciano Bezerra e Adilson do Calçadão. Assim sendo tem gente na rede azul que não está respeitando o ritmo do balanço corretamente, arriscado cair com rede e tudo. No mais fica o dito para ser reescrito e ponto final.

0 comentários:

Postar um comentário