15 de agosto de 2016

DA SÉRIE: UM MUSEU DE GRANDES NOVIDADES

UM FUTURO NADA BOM PARA O POLO 

Após a homologação dos registros das candidaturas a prefeito nas cidades que compõem o Polo de Confecções, percebe-se claramente vários aspectos: Falta de renovação, Incentivo a paixão política, Prática paternalista, Subserviência, Manutenção do povo no cabresto, Falta de visão, Tradição de pai para filho, Partidarismo puro, e principalmente a falta falta de propostas e ações concretas.

Este quadro, independentemente de quem saia vencedor, acrescendo a falta de perspectiva no campo politico e econômica no país, possibilita o entendimento de que as mudanças positivas até 2020, serão mínimas nessas cidades. 

0 comentários:

Postar um comentário