26 de agosto de 2016

QUATRO CANDIDATOS, DUAS OPÇÕES.

A Cidade de Santa Cruz do Capibaribe, apresenta um fato político para ficar na História eleitoral, apresenta quatro candidatos a concorrer ao poder executivo. Com isso a democracia ficará ainda mais fortalecida e a população terá oportunidade e opção de escolha, que não seja ás tradicionais alas partidárias predominantes na história Santa-cruzense. Pessoas do povo concorrerão em igualdade democrática pelo sufrágio eleitoral. 
Em um País com tanta desigualdade Política, econômica e social a cidade do interior de Pernambuco, Santa Cruz do Capibaribe, maltratada pela política do pão e circo, parece dar os primeiros passos, em busca de uma nova realidade. A política do Pão e circo como ficou conhecida, era o modo com o qual os líderes romanos lidavam com a população em geral, para mantê-la fiel à ordem estabelecida e conquistar o apoio do povo.

O problema no Brasil e em especial em nossa cidade é que, hoje, os eleitores têm menos liberdade do que parecem ter na hora de decidir quais números vão digitar na urna eletrônica. O voto de cabresto continua existindo só ficou mais discreto. Ninguém vai até a cabine eleitoral para garantir que você votou, digamos, o coronel do partido azul ou no general do partido vermelho. A semelhança com os dois partidos que detém maior poder e maior influência é muito grande. Os dois partidos juntos representam oitenta por cento dos cem por cento do eleitorado, e eles os políticos sabem bem disso.

O eleitor que protesta durante os quatro anos de mandato de um político, quando é chegado as convenções e os blocos saem ás ruas tudo é esquecido. É curioso que as pessoas tenham aprendido rapidamente a reclamar da pavimentação não efetivada, da saúde sem médicos e medicamentos, da segurança insegura. Das falcatruas nas licitações, das crises hídricas etc.  E imediatamente sejam acometidos de amnésia.

Aos indecisos, façam suas escolhas, vivencie o momento mágico em que passa nossa cidade. Pela primeira vez na história teremos como opção dois candidatos em aversão aos remanescentes grupos políticos que se reversão no poder. Aos migrantes que representam um grande percentual de eleitores de nossa cidade. Mudem o destino dos seus filhos e netos, votem para iniciar uma nova história. Essa cidade que você escolheu como sua nova naturalidade, precisa de sua contribuição para erradicar os males causadores pelo partidarismo político. Estes dois partidos que surgem como alternativas é para tornar a relação de poder entre os eleitores e seus representantes um pouco menos desigual. 

Claro que sempre será preciso uma supervisão dos representados sobre os representantes, não só porque isso contribui para a promoção da igualdade política, mas sobretudo por uma questão lógica de participação da política administrativa.

JOSÉ DALVINO – CIENTISTA SOCIAL

0 comentários:

Postar um comentário