5 de dezembro de 2016

AFRÂNIO MARQUES NÃO ACEITA CONVITE PARA 2º ESCALÃO DE EDSON VIEIRA E FAZ DECLARAÇÕES FORTES

Prestando contas do seu mandato como presidente da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe, em evento ocorrido no sábado dia 3, na Fazenda Fieza, Afrânio Marques afirmou que recusou convite do prefeito Edson Vieira para compor seu próximo governo, em cargo de 2º escalão.

“ROUBAR O PÚBLICO É MUITO FÁCIL, MAS COMO NUNCA ESQUECI O CONSELHO DO MEU PAI, NÃO PEGUEI UM CENTAVO, NÃO INVENTEI DIÁRIA, AGORA DAQUI PRA FRENTE ACOMPANHE PARA VOCÊ VÊ...”

O vereador prestou contas aos convidados, e falou de sua honestidade, dizendo que honrou sua família e aqueles que votaram nele. “Só é desonesto, quem quer. Meu patrimônio todo não chega a 400 mil reais, e roubar o público é muito fácil, mas como nunca esqueci o conselho do meu pai, não peguei um centavo, não inventei diária, agora daqui pra frente acompanhe para você vê... Tá Joab aí (vereador eleito, que estava no almoço) que vai acompanhar tudo de perto, para vocês verem como a banda vai tocar. Desde o aumento do salário, que a gente foi o único contrário”. Disse o presidente.

“FALAM JÁ EM CONSTITUIR MAIS UM ASSESSOR, ISTO SIGNIFICA AUMENTO DE DESPESAS”

Mais adiante em sua fala, Afrânio fez um alerta: “Falam já em constituir mais um assessor, isto significa aumento de despesas, mas a gente respeita a vontade soberana do povo. A gente espera que se venha a construir alguma coisa que de fato, seja para a maioria das pessoas, e não para um grupeto que são privilegiados”.

“TEM PESSOAS MINHAS QUE VÃO CONTINUAR NO GOVERNO”

Sobre continuar dando sustentação ao governo Vieira, o vereador destacou “Disse ao prefeito que não aceitava o convite, mas se ele precisasse de mim, sabe meu telefone, sabe onde eu moro, e se eu for procurado eu vou, e tem pessoas minhas que vão continuar no governo, que também vão dar este apoio ao governo, se precisar de mais a gente está à disposição”.

“SE TIVESSE ESCUTADO EU E ZEZIN NÃO TERIA ACONTECIDO”

Em outro momento de sua fala, o vereador afirmou que “Muitas coisas dentro do governo, se tivesse escutado eu e Zezin não teria acontecido, de certeza”. Disse, sem revelar que coisas foram estas.

“SE FOR PARA METER A MÃO NO DINHEIRO PÚBLICO, O SISTEMA NÃO CONTE COMIGO, POR QUE NUNCA VAI TER O MEU AVAL”.

Perguntado, pelo ex-síndico do Moda Center, Valmir Ribeiro, qual sensação diante do fato do vereador não ter sido reeleito, Afrânio Marques confessou ter ficado triste, mas também aliviado: “Um alívio no sentido de que chega em dado momento que você não quer fazer aquilo que o sistema lhe quer impor, e isto eu não aceito, se for para meter a mão no dinheiro público, o sistema não conte comigo, por que nunca vai ter o meu aval. Quem tem um patrimônio de menos de 400 mil e administra mais de 10 milhões, se quisesse roubar, roubaria. Mas Deus me livre disto”.

“CADA UM TEM OS SEUS. SE FOSSE EU, TERIA OS MEUS”

Falando sobre a campanha, o vereador disse que para os guias, mandou dois spots para o pessoal da comunicação, mas que não havia escutado nenhum. E que a estratégia da campanha foi para o governo e não para o grupo político. Falou de direcionamentos, e que um vereador havia dito que existia uma relação dos candidatos que deveria ser eleitos, com exceção de Joab, que não estaria dentro dos previstos para ser eleitos. “É isso que se quer para governar, a gente respeita. Cada um tem os seus. Se fosse eu, teria os meus”.

“VOCÊ PODE CORRER RISCO ATÉ DE VIDA”

“QUEM QUISER ME CHAMAR PARA FAZER POLITICA COM TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE PARA SERVIR A MAIORIA ME CHAME, AGORA QUEM QUISER FAZER MARACUTAIA PODE FAZER SÓ”

O vereador destacou a força do sistema politico. “Chega um momento que o sistema está muito poderoso, querendo levar você para lá, e eu não vou. Neste caso aí, você pode correr risco até de vida. Por isso que eu digo: ha males que vem para o bem. Quem quiser me chamar para fazer politica com transparência e honestidade para servir a maioria me chame, agora quem quiser fazer maracutáia pode fazer só, pode me deixar de fora, que isto aí, não me interessa”.     

“SE A GENTE ACHA QUE DO JEITO QUE ESTÁ TÁ BOM, ENTÃO A GENTE 
CONTINUA APOIANDO E INCENTIVANDO”

Perguntado pelo blogueiro Almir das Neves, se fosse se candidatar novamente, seria por qual grupo: situação, oposição ou uma terceira via, Afrânio respondeu: “Eu preciso ser honesto com vocês, esta questão tem que ser uma construção. Se a gente acha que do jeito que está tá bom, então a gente continua apoiando e incentivando. Se mais adiante nesta construção, a gente acha que não é mais isto que a gente quer, se um grupo de pessoas que me apoiam, e dento disso surgir uma ideia coletiva, aí sim, o nome de Afrânio estaria incluído”.

“SÃO PINTOS DO MESMO OVO”

Em dado momento, o presidente afirmou que os dois tradicionais grupos “São pintos do mesmo ovo”, igualando-os na mesma prática politica. 

0 comentários:

Postar um comentário