28 de dezembro de 2016

CRIA DA CASA

Olá galera de gasolina nas veias.

O PESANDO AUTO dessa semana vem trazer a vocês um exemplo de perseverança que saiu do leito do rio Capibaribe para seguir seus ideais.
Falaremos do meu amigo em particular, pessoa pela qual tenho grande admiração Jael Jairo.      
Natural de Santa Cruz do Capibaribe-PE, iniciou seus estudos de musicalização aos 7 anos de idade na Banda Marcial da Escola Municipal Prof Gilzenete Guerra em Pão de Açúcar/Taquaritinga do norte-PE como aluno da iniciada banda mirim daquela escola.

Logo após, incentivado pelo seu avô Teonesto Cândido e seu pai Severino Teonesto, entra nas aulas de musica da Banda Musical Novo Século, banda do maestro Rubinaldo Catanha na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, onde a princípio, estuda Trompete e depois a desejo de seu professor Claudenir farias(Nenem) é instruído a tocar trompa. Instrumento que toca até hoje.
Na Novo Século passa a tocar em diversos lugares do município e região acumulando também o cargo de trompista da banda Dom Luiz de Brito em Taquaritinga do Norte. Em seguida passa a ter aulas com seu amigo André Bezerra (In memórian) na Fundação Música e Vida de São Caetano-PE sobre orientação do renomado maestro Mozart Vieira e Ivanilson, sendo encaminhado pelos mesmos para a Universidade Federal da Paraíba no curso de extensão em trompa, com a orientação do professor Cisneiro Andrade.

No mesmo ano entra para a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba na regência do Professor e Maestro Luiz Carlos Durier. Em 2009 passa no concurso para sargentos músicos do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, na ocasião se tinha apenas duas vagas sendo uma já garantida por ele, que após todas as fases viaja para morar no Rio de Janeiro-RJ para Escola de Formação de Sargentos Músicos da Marinha.
Em 2013 é transferido para capital potiguar Natal, onde reside e trabalha até hoje.

Participou de diversos festivais pelo Brasil, tais como; Festival Eleazar de Carvalho em Fortaleza- CE, Projeto Bandas de PE nas cidades de Goiana, Barreiros, Gravatá, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Taquaritinga do Norte todas no estado de Pernambuco. Participou do Encontro Nordestino de Metais em João Pessoa-PB, Mimo- Mostra internacional de música de Olinda-PE, Encontro Nacional de Trompistas em Natal 2013 e 2014, Festival Villa Lobos no Rio de Janeiro-RJ, Festival das Montanhas em Poços de Caldas-MG, Semana da Música da UFRN/NATAL. Teve aula e Master Classes com renomados trompista como: Cisneiro Andrade (UFPB,BR), Phillip Doely (Inglaterra/BR), Nancy Joy (USA), Jeff Nelsen (Canadá- Canadian Brass), Daniel Philip (Menphis,USA), Stefan Dohr (Berlin,ALEMANHA), Rinaldo Fonseca (UFPE,BR), Nikolay Alipiev (Bulgaria/BR), Will Sanders (ALEMANHA), Antônio Augusto (UFRJ,BR), Luiz Garcia(OSESP,BR), Radegundis Tavares (UFRN BR), Stanislav Schulz (República Tcheca/BR)David Griff(Chicago,USA) entre outros.  
Atuou também sobre regências dos maestros Daisuke Nagamine (Japão), Maurício Peres (USA), Lanfranco Marcelleti (Italia/BR), Diogo Pacheco (BR), Luiz Carlos Durier (BR), André Muniz (BR), Maestro Duda (BR), Ernest Marhle (Alemanha/BR) Rubinaldo Catanha (BR), Juan Pablo Gómes (Itália), Edilson Venturelli(BR), Santiago Meza (Chile), e outros. Atualmente é bacharel em trompa pela escola de música da UFRN, militar músico do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil (onde tem dedicação exclusiva a serviço da pátria), trompista da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRN e integrante e fundador do Quarteto de trompas AllegroHorns.  
E apesar de tudo, de ter chegando onde chegou, continua sendo o mesmo Jael Jairo com sua simplicidade e companheirismo.

Essa é uma singela e merecida homenagem a esse santa-cruzense que nos orgulha. 

0 comentários:

Postar um comentário