3 de fevereiro de 2017

EDSON VIEIRA ABRE TRABALHOS LEGISLATIVOS DA CÂMARA DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

Pela primeira vez na história política de Santa Cruz do Capibaribe, o chefe do Executivo participou do reinício dos trabalhos legislativos, o prefeito Edson Vieira (PSDB) discursou na casa José Vieira de Araújo e reafirmou o compromisso em estreitar os laços entre os poderes.

“Na casa legislativa aprimoramos propostas e encontramos soluções para os desafios. Esta casa tem a responsabilidade e o dever de fiscalizar, sugerir e pedir ao Poder Executivo, benfeitorias para a cidade. A população sente as ações da administração pública quando o Poder Legislativo cobra, mas acima te tudo, se torna parceiro, fazendo reivindicações com responsabilidade e sabedoria, elaborando bons requerimentos, contribuindo assim com o crescimento do município”, disse o prefeito.

Edson Vieira desenvolveu sua fala lembrando o cenário de forte crise econômica, porém de crescimento e conquistas para a cidade. “Podemos dizer que mesmo com o país passando um período de crise, avançamos com grandes ações, Calçadão Miguel Arraes de Alencar, Praça de Alimentação, Central de Ferias e Mercados, Praça do CEU, UPA 24h, a duplicação da PE-160 hoje é uma realidade e Unidades Básicas de Saúde. Os avanços também são perceptíveis em diversas áreas como trânsito, saúde, educação, infraestrutura e ação social. Avançamos principalmente em defesa da qualidade de vida de nosso povo”, pontuou.

Aproveitando a ocasião, o prefeito fez uma breve prestação de contas de seu mandato, destacou que o município irá economizar na nova readequação administrativa, onde serão cortados gastos com cargos comissionados e contratos, alugueis de imóveis e despesas da gestão.

Edson Vieira finalizou sua mensagem apresentando alguns números. Na Educação foram investidos 28,86% (obrigação 25%). Saúde foram destinados 18,52% (obrigação legal mínima de 15%). Do Fundeb, recurso direcionado a salários de professores, foram aplicados 83% (23% acima do que exige a legislação). Com folha salarial, a prefeitura de Santa do Capibaribe fechou o ano utilizando 51% da receita municipal, abaixo dos 54% estabelecidos como limite pela Lei de Responsabilidade Fiscal.


ASSESSORIA

0 comentários:

Postar um comentário