9 de março de 2017

JESSYCA CAVALCANTI COMENTA PROGRAMAÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES EM DECORRÊNCIA DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

A vereadora de Santa Cruz do Capibaribe, Jessyca Cavalcanti (PTC) esteve participando nesta quarta-feira (08) do programa Direito ao Ponto, onde, na posição de única mulher a ocupar uma cadeira na Casa José Vieira de Araújo, falou da programação no Legislativo Municipal realizada durante esta semana para homenagear a figura da mulher em decorrência do Dia Internacional da Mulher, além de falar dos desafios enfrentados pela mulher na sociedade.

“A gente iniciou a campanha do laço branco, onde a gente, em um momento de discussão com todos os vereadores, colocou que o laço branco representa que todos estejam unidos contra a violência a mulher”, explicou a vereadora na oportunidade, destacando que a programação segue até esta sexta-feira (10), com uma apresentação de Zumba, as 5h30min, e a realização de uma mesa redonda, ás 10 horas, com vereadores e convidados, para tratarem do tema: A contribuição das mulheres no desenvolvimento de Santa Cruz do Capibaribe.

Jessyca destacou que o Dia Internacional da Mulher, é, sobretudo, um dia de reflexão. “O Brasil é o 5º país do mundo em número de mortes de mulheres com relação a questão de gênero. No nosso país, em cada dois minutos, cinco mulheres sofrem violência. Então o dia de hoje, é um dia para refletir sobre essas questões. Muito avançamos, mas também temos um longo caminho a percorrer, por conta destas prisões que ainda nos afetam, que é a prisão da violência e a prisão dos estereótipos de beleza e padrões sociais”, declarou. 


Na ocasião, Jessyca falou dos desafios para uma mulher ingressar na vida pública. “As vezes dizem que a mulher não quer participar, mas a questão não é essa, existe toda uma sociedade que é preparada e educada para que a mulher esteja nos ambientes privados, no ambiente do lar. Para uma mulher romper esses laços, essas correntes que a aprisionam, e sair para o ambiente público, os desafios que devem ser superados são maiores. Sei que as mulheres de Santa Cruz são guerreiras e de coragem, que elas possam romper essas grades, para que possamos melhorar essa sociedade”, ratificou.

0 comentários:

Postar um comentário