19 de maio de 2017

FORA CORRUPTOS FRIBOI!!!

Eu não vou renunciar a possibilidade de pensar um novo Brasil onde canalhas não estejam mais estampados nas primeiras páginas dos principais jornais e dos principais sites de notícias do país, da mesma maneira que não vou renunciar ao direito de uma educação de qualidade que proporcione aos jovens o direito de ter uma formação cidadã que os levem a serem sujeitos ativos da sua história e que contribuam para mudar o cenário sombrio e “temerário” que vivemos hoje, também não abrirei mão de uma saúde de qualidade onde os diferentes sejam tratados como iguais e onde a vida seja sempre superior à morte.
Eu não vou renunciar ao direito de sonhar com um Brasil livre dos escândalos de corrupção onde são evidenciadas a forma torpe como é tratado o dinheiro público e sua espúria destinação, não admitirei mais que partidos fisiológicos me convençam com discursos moralistas que não servem nem para a lata do lixo, e que só pioram a fraca confiança dada pelos jovens a política desse país de gigantescas dimensões, não é mais possível esperar para fazer no futuro aquilo que o presente exige, isto é, agir em prol de uma pátria que maltrata seus cidadãos para que as futuras gerações tenham um futuro melhor que o triste presente.
Podemos dizer que chegamos a cavar o fundo do poço, um presidente que antes era apenas deslegitimado agora é investigado, mais um mega empresário mostra o seu lado fora dos interesses puramente comerciais e um senador que já era investigado aparece pedindo dois milhões em mais uma transação criminosa. 21 de abril de 1985 morria o mineiro Tancredo de Almeida Neves, homem que representa um marco no inicio do processo de redemocratização do nosso jovem país, maio de 2017, um membro da família de Tancredo enoja o país e enfraquece nossa já combalida democracia. Que o futuro expurgue essas raposas matreiras do nosso caminho. Eu não renuncio ao sonho do Brasil do futuro que não terá nada para “Temer”. No mais fica o dito para ser reescrito e ponto final.

“O Brasil dos nossos dias não admite nem o exclusivismo do governo nem da oposição. Governo e oposição, acima dos seus objetivos políticos, têm deveres inalienáveis com o nosso povo.” 

TANCREDO NEVES

0 comentários:

Postar um comentário