4 de julho de 2017

SERÁ LANÇADO LIVRO DO PROFESSOR EDSON TAVARES

Nesta quinta-feira, dia 06 de julho, às 19h30min, no Teatro Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, será lançado o livro “O nome do autor: o caso José Condé”, de autoria do Prof. Edson Tavares. O evento é uma promoção conjunta da Academia Santacruzense de Letras e do Instituto Histórico de Caruaru, cujo presidente, o historiador Walmiré Dimeron, se fará presente. Abrilhantando a noite, haverá a participação da cantora e poetisa Agda Moura.

A obra é o resultado de uma pesquisa de sete anos, em torno do escritor caruaruense José Condé, um dos homenageados do São João de Caruaru, deste ano. Tanto o livro quanto a homenagem evidenciam a efeméride do seu centenário. Condé, que faleceu em setembro de 1971, completaria 100 anos em 2017.

O livro “O nome do autor: o caso José Condé” é o resultado da pesquisa de doutoramento pela Universidade Federal da Paraíba, cuja tese foi defendida por Edson Tavares em março de 2013, no auditório da Fafica – a primeira defesa de tese de doutorado realizada em Caruaru. A obra traz informações sobre a vida pessoal, familiar, literária e profissional de José Condé, além de realizar um mergulho na biblioteca particular do escritor, e termina refletindo sobre os motivos pelos quais o nome de José Condé encontra-se ausente do cânone literário nacional.
Edson Tavares é professor efetivo de Literatura, da Universidade Estadual da Paraíba, Campus I, de Campina Grande-PB; durante duas décadas e meia, foi professor da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru, onde atuou como Chefe do Departamento de Letras por oito anos. É mestre em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco, e doutor em Literatura e Cultura, pela UFPB. Membro do Instituto Histórico de Caruaru, atualmente coordena o Núcleo de Ciências e Literatura, daquele órgão, e está à frente dos eventos comemorativos do centenário de José Condé, promovidos pelo IHC. Tavares é autor dos livros “„Nítido como um girassol: metamorfoses do olhar em Alberto Caeiro” (2003), “Avaníssima – a vida de uma estrela” (2007), “Outra história da mesma coisa – contos” (2013) e “Amplitude modulada – O rádio e os locutores de Caruaru” (no prelo), além de organizador de “Leituras partilhadas – Estudos temáticos de autores brasileiros” (2006), “Mulher: criação social? – Leituras de perfis femininos da Literatura Brasileira” (2008) e “Contos que se interpenetram – Leituras de „Santa Rita, de José Condé” (2017); tem também participação com capítulos em diversas publicações acadêmicas.

0 comentários:

Postar um comentário