28 de agosto de 2017

GABINETE DE GESTÃO INTEGRADA DE SEGURANÇA PÚBLICA RETOMA PROGRAMA DE COMBATE ÀS DROGAS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

Com o crescente aumento de uso de drogas entre jovens, principalmente nas escolas do Brasil, segundo dados apresentados pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (SENAD), o Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública da Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe em conjunto com a Secretaria de Educação e Defesa Social, idealizaram um projeto denominado ‘Antidrogas nas escolas municipais’, com o objetivo de realizar apresentações teatrais e palestras sobre as consequências do uso das drogas ilícitas.

Em mais uma edição, a primeira deste segundo semestre, o projeto recebeu alunos da Escola Municipal Professora Lucinalva Santos Aragão no auditório da Praça do Centro de Artes e Esportes Unificados (Praça do CEU). O projeto que iniciou desde o primeiro semestre deste ano, já reuniu mais de 1,5 mil alunos de escolas municipais, e tem como meta atender mais de 3 mil alunos até o final de suas ações.

O projeto tem planejamento do coordenador de ciências da Secretaria de Educação, Diógenes Botelho, participação do secretário executivo de Defesa Social, Sargento Junior, que apresenta aos jovens uma palestra sobre o uso de drogas lícitas e ilícitas, e encerra com testemunho de um ex-usuário de drogas.
Alunos da Escola Municipal Professora Lucinalva Santos Aragão puderam tirar suas dúvidas com relação as drogas durante a apresentação do Sargento Junior, sobre as ‘novas’ drogas que estão, inclusive, sendo apreendidas recentemente no país.

Para o secretário executivo, as ações visam mobilizar os jovens a evitar sua entrada no mundo do crime e melhorar os índices com relação a violência, tendo em vista que o principal ponto de partida é o uso de drogas.

“Nós trazemos no primeiro bloco um grupo teatral que mostra a realidade das nossas escolas, onde vemos hoje diversos jovens com envolvimento dentro das unidades de educação. Já a segunda parte entro com a palestra onde apresento as drogas e trago a experiência de mais de 30 anos na Polícia Militar, e encerramos com a palestra de Sideilson Barros que traz seu testemunho de ter vivido dentro dessas situações”, pontuou.

O coordenador de ciências, Diógenes Botelho, destacou a realização do projeto e a importância que ela pode representar na vida de milhares de jovens.
“Através de um pedido de Claudenice Dias (Secretária Executiva de Educação) que nos apresentou a Comissão voltada para este assunto e nos pediu uma atividade relacionada ao tema. Nós sabemos que, infelizmente, as drogas estão presentes nas escolas e nosso objetivo é promover cada vez mais a cidadania desses jovens”, frisou.

Vale destacar que mais seis escolas municipais estão programadas para receber a apresentação dessas atividades nos meses de setembro, outubro e novembro. As secretarias de Educação e de Defesa Social do município pretendem ampliar o projeto no próximo ano para que mais jovens sejam participem.

0 comentários:

Postar um comentário