24 de novembro de 2017

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE RECEBE REPRESENTANTES DE MOVIMENTO SOCIAL DE HABITAÇÃO POPULAR

Pauta da sessão ordinária segue normalmente com apresentação de projetos e requerimentos

Em sua 15º Sessão Ordinária do segundo período de 2017 na tarde desta quinta-feira (23) a Câmara de Vereadores recebe grupo de representantes de movimento social por moradia popular através de convite do vereador Joab Gomes (PSD) que participa esta semana do encontro ELAH – Escola Latino Americana de Auto Gestão de Habitat que acontece em Recife.

Para representar o Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) o coordenador do movimento Marcos Cosmo fez uso da tribuna e explanou sobre o histórico da organização. “Este movimento dos trabalhadores sem teto é um movimento de luta por moradia que é direito de todo cidadão é uma luta por aqueles que estão abaixo da linha da pobreza que não tem condições de pagar aluguel”.

A sessão seguiu com a leitura do expediente com os ofícios recebidos do Poder Executivo e Correspondências recebidas de terceiros. Esteve em pauta o Projeto de Lei do Executivo de número 017/2017 que altera a Lei nº 2.461/2015 e dá outras providências para primeira discussão e sendo aprovado.

Em pauta também esteve três Projetos de Lei dos vereadores Nailson Ramos que dispõe sobre a criação do dia municipal do vaqueiro; O Projeto de Lei do vereador Deomedes Brito que dispõe sobre a obrigatoriedade de placas para estabelecimentos que não aceitam cartões de crédito e Projeto de Lei de autoria do Vereador José Bezerra que dispõe sobre a criação do Museu da Cultura, História e Geografia do Município.

Os projetos em pauta estiveram em primeira votação e leitura dos requerimentos encerou a primeira parte da sessão. Com sorteio para ordem dos discursos os vereadores fizeram uso da tribuna explanando articulações políticas dos dois grupos (situação e oposição) para as próximas eleições. 

0 comentários:

Postar um comentário