20 de dezembro de 2017

DIOGO MORAES: “MINISTROS PERNAMBUCANOS PRECISAM SE EMPENHAR NA LIBERAÇÃO DE RECURSOS PARA ADUTORA DO AGRESTE”

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta terça-feira (19), o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) voltou a cobrar providências do Governo Federal e, sobretudo, responsabilidade dos ministros pernambucanos na continuidade das obras da Adutora do Agreste, que corre o risco de serem paralisadas devido a atraso de pagamentos  às empresas responsáveis. O parlamentar também parabenizou o governador Paulo Câmara (PSB), que garantiu recentemente q liberação de R$ 68,2 milhões para o empreendimento.

No final de novembro, o deputado já havia feito o alerta na Assembleia Legislativa, depois que o presidente da Compesa, Roberto Tavares, informou a possibilidade de paralisação por falta de repasses de recursos do Governo Federal. Dos R$ 370 milhões pactuados para 2017, apenas R$ 67 milhões haviam sido liberados. “No dia 13, o Governo Federal anunciou outros R$ 68,2 milhões. Recurso que será suficiente apenas para manter o ritmo de médio para baixo. Para esse valor sair foi necessário um esforço do governador Paulo Câmara, que esteve em Brasília na semana anterior da liberação. Ele foi à mesa e se reuniu com o Ministro da Integração Nacional Hélder Barbalho e fez o alerta de que a obra iria parar”, afirmou o parlamentar. 

O deputado destacou que, apesar da liberação de R$ 68,2 milhões garantidos pelo governador Paulo Câmara, ainda resta um saldo de R$ 500 milhões que são suficientes para concluir a Adutora do Agreste. Diogo Moraes questionou a falta de articulação dos ministros pernambucanos para viabilizar o andamento da obra. “Apesar de Pernambuco contar com a maior participação em ministérios da história, este foi o período que menos se buscou recursos para esse empreendimento que é essencial para levar dignidade e qualidade de vida para tantos pernambucanos. Sabendo das dificuldades da região, das necessidades do povo, porque esses ministros pernambucanos não se empenham na liberação desses recursos? o governo de Pernambuco penou um ano inteiro aguardando recursos, com as obras em ritmo lento, quase parando”, disse Diogo. 

O parlamentar destacou que a ausência de recursos e a falta de um cronograma do repasse feito pelo Governo Federal prejudica ainda mais a execução da obra. Ele destacou a importância das verbas federais para garantir a continuidade da Adutora do Agreste no próximo ano. “O Governador Paulo câmara está trabalhando muito para que estas obras sejam concluídas o mais breve possível, entretanto, sem esse compromisso federal, não é possível manter o ritmo ideal. Fica aqui o meu registro, de que é preciso mais esforço dos nobres ministros, a fim de realizar mais pelo nosso povo. as pessoas que moram no agreste não aguentam mais esperar por esta demanda que é básica ao ser humano”, finalizou.

0 comentários:

Postar um comentário