7 de dezembro de 2017

NO MINISTÉRIO DA CULTURA, DIOGO MORAES APRESENTA PROJETO DE REVITALIZAÇÃO E RESTAURO DO MUSEU PALÁCIO JOAQUIM NABUCO

Nesta quarta-feira (06), em Brasília, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Diogo Moraes (PSB), esteve reunido com a Ministra da Cultura interina, Mariana Ribas e com o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura (SEFIC), José Paulo Soares Martins, responsável pela administração da Lei Rouanet, para apresentar detalhes do projeto de revitalização e restauro do Museu Palácio Joaquim Nabuco, sede da Assembleia Legislativa de Pernambuco de 1848 até junho deste ano, quando foi inaugurado o novo Plenário, o edifício Miguel Arraes de Alencar, localizado na Rua da União. . 

Durante a reunião, realizada na sede do Ministério da Cultura, na Esplanada dos Ministérios, o parlamentar explicou que o projeto já se encontra em análise junto ao Minc. “Apesar de já estar tramitando, devido à necessidade de intervenção na estrutura do edifício histórico, expusemos a importância da aprovação da solicitação com urgência. Além disso, o projeto conta com intenção de patrocínio, que, por meio da Lei Rouanet, permitirá a realização das obras sem custos para a Alepe”, destaca Diogo Moraes. 
Na ocasião, o primeiro-secretário da Alepe convidou os representantes ministeriais a conhecerem Pernambuco e, especialmente, a sede do Legislativo pernambucano. “Saímos da reunião animados e na expectativa de um retorno breve. Além disso, aproveitando a passagem do ministro Sérgio Sá Leitão ao Estado, na próxima semana, entreguei um convite, nas mãos de Mariana Ribas, para que ele realize uma visita oficial ao Museu Palácio Joaquim Nabuco”, informa o parlamentar.

Após a apresentação, Mariana Ribas se demonstrou surpresa e admirada com o projeto, além de destacar a importância do espaço para a história e a cultura pernambucana. Já o secretário da SEFIC, José Paulo Martins, pontuou que, a priori, não existe qualquer impedimento para a liberação do projeto, adiantando que a previsão é que em poucas semanas ocorra novidades sobre o projeto. Também participaram da audiência o deputado Zé Maurício, as superintendentes Geral e Administrativa da Alepe, Cristiane Alves e Christiane Vasconcelos e o coordenador de projetos do Instituto IRH, Samuel Chacon. 
Intervenção - De acordo com o coordenador de projetos do Instituto IRH, Samuel Chacon, a revitalização e o restauro se dividirão em duas etapas. Na primeira fase, serão tratadas necessidade externas, como as estruturas de fundação, fachada e cúpula do edifício histórico. Na segunda fase, a parte interna do espaço será tratada. Futuramente, com o Museu requalificado, a pretensão é de inseri-lo na rota turística e cultural de Pernambuco. “Em outros países, espaços iguais ao do Museu são extremamente valorizados e procurados por visitantes. A ideia é tornar o Museu Palácio Joaquim Nabuco um ponto de visitação, com toda a estrutura que um equipamento turístico necessita. E com todo cuidado que um edifício histórico, secular, tão cheio de simbolismo, exige”, ressalta Diogo Moraes.

0 comentários:

Postar um comentário