11 de dezembro de 2017

“ESTE FILME, EU JÁ VI PASSAR MUITAS VEZES NA MINHA VIDA E NÃO DEU CERTO

Em entrevista concedida ao programa do Marcondes Moreno, na última sexta-feira 8, o ex-deputado federal José Augusto Maia, que estava acompanhado do filho e advogado Tallys Maia, falou sobre diversos temas, e deixou claro que vê nebulosidade em todo canto na política, que hoje mais do que nunca as coisas são decididas em Brasília, passando pelo estado até chegar aos municípios.

“ACREDITO QUE VOU POLARIZAR COM DIOGO MORAES, MAS HÁ QUEM DIGA QUE EDSON LANCE OUTRO ESTADUAL”

Zé Augusto Maia calcula que terá entre 14 e 15 mil em Santa Cruz do Capibaribe, ressaltando que “Na pior da hipótese. Isto pode melhorar, porque conta para deputado você tem que fazer pelo mínimo. Acredito que vou polarizar com Diogo Moraes, mas há quem diga que Edson lance outro estadual. Gostaria que isto acontecesse, aí a gente ia ver quem em Santa Cruz tem votos. Seria uma grande eleição em Santa Cruz”.

“NÃO É MOMENTO OPORTUNO PARA FALAR ISTO AQUI, ME DESCULPE”

Sobre o tema federal, Zé Augusto tentou fugir do tema, sobretudo, da possibilidade da troca que faria de Ricardo Teobaldo por Silvio Costa Filhos. “Eu não discutiria isto aqui, não! Não quero de jeito nenhum. Não é momento oportuno para falar isto aqui, me desculpe. Começa a surgir confusões (Interrompendo o apresentador), pelo amor de Deus, eu não quero. O que quero é uma coisa só: Quero que todos façam como eu fiz na campanha passada,, que agora é Zé Augusto deputado estadual com o federal também. Se cada um puxar um deputado federal a guerra vai ser de federal”.

“ESTA SERIA UMA DECISÃO DE ERNESTO E NÃO DE GRUPO”. Tallys Maia

O entrevistador afirmou que o vereador Ernesto Maia, havia dito no dia anterior no mesmo programa, que irá apoiar um federal do PT, e que alguns vereadores já afirmaram não querer votar em Teobaldo, levando Talys Maia a comentar: “Esta seria uma decisão de Ernesto e não de grupo”.

“ESTE FILME, EU JÁ VI PASSAR MUITAS VEZES NA MINHA VIDA”

Já o ex-deputado, disse: “Eu boto um, outro bota outro, e só dá confusão. Este filme eu já vi passar muitas vezes na minha vida. E olhe que não deu certo. Quem fez este filme não deu certo”.

“SE EU FOSSE ESTES CARAS, TANTO O PREFEITO, QUANTO O DEPUTADO, EU TERIA VERGONHA NA CARA”

Sobre as ações do governo estadual para a cidade, o líder da oposição na cidade, bateu pesado: “É muito pouco, e quando se vai olhar é o FEM, criado por Eduardo Campos e que foi dado a todos os municípios, e o pior é que só chegou dois para Santa Cruz, o resto é obra federal. A duplicação da PE-160 faz 12 anos, dá uns 800 metros por ano, isto é uma vergonha. Se Armando tivesse sido governador, teria feito em um ano. Se eu fosse estes caras, tanto o prefeito, quanto o deputado, eu teria vergonha na cara”. 

0 comentários:

Postar um comentário