22 de janeiro de 2018

POLÍTICA DO POMBO!

Há quem diga que quem olha muito para o dedo ao apontar a lua deixa de ver a lua para apreciar o dedo, portanto deixa de ver o essencial para ver o fundamental, assim caminha boa parte dos brasileiros que em lugar de observar as necessidades do seu país, do seu Estado ou da sua cidade aponta para seu candidato do coração, isto é, aquele que se imagina seja o preferido mas que dificilmente é analisado como deveria ser em relação às possibilidades de resolver os problemas para melhorar a qualidade de vida.
Para piorar, a internet agora tem tanto “especialista” em gestão pública nas redes sociais que você fica se perguntando por que as coisas demoram tanto a ser resolvidas se tanta gente sabe a solução para os problemas? Na realidade temos um país que na sua maioria ainda não aprendeu o que é política, muitos ainda pensam que se trata em empunhar uma bandeira partidária e ser fiel a ela, principalmente enquanto os interesses pessoais estiverem sendo atendidos, outros pensam que é uma coisa que ocorre de dois em dois anos, tanto é que ainda ouvimos aquela frase, esse ano é ano de política, uma das maiores provas que não sabemos o principal sobre o assunto, ou seja, política se faz a cada hora do dia todos os dias do ano, no entanto quem transforma a arte da política em pornô política não tem tempo para este tipo de reflexão, pois estará muito ocupado com bajulação e cuidados especiais com o seu candidato, as necessidades da cidade vem por último.
Quando olhamos seriamente para a sociedade sabemos que o poder emana do povo e é para o povo que este poder deve ser devolvido, mas a própria sociedade por desacreditar dessa possibilidade muitas vezes entrega cargos a quem não deveria, e aí acontece o efeito pombo, foi dado o milho e depois que eles fazem a digestão devolve o que há de pior. No mais fica o dito para ser reescrito e ponto final.

0 comentários:

Postar um comentário