25 de março de 2018

PELO DIREITO A MANUTENÇÃO DO NOSSO MUNDO LIQUIDO

EREMLAS NA LUTA PELA VIDA

        Tales de Mileto quando disse que era ela o princípio de todas as coisas não o fazia por acaso, planeta água, vida que brota do precioso liquido, que sabemos perfeitamente hoje ser escasso, e lutamos para que essa riqueza não seja exterminada junto com a raça humana que precisa dela para viver, “O resultado é absoluto. Tivemos uma edição democrática e ampliação na participação popular”, assim caracterizou o governador Rodrigo Rollemberg o 8º Fórum Mundial da Água realizado em Brasília, foi um recorde de participação em todas as edições do evento, desde 1996. A média foi de cerca de 17 mil participantes por dia, 85 mil pessoas estiveram num mesmo espaço buscando alternativas para cuidar do principio da vida defendida por Mileto.
Enquanto isso em Santa Cruz do Capibaribe, a EREM Luiz Alves da Silva, com o empenho da professora Valdiana Maria, estudantes e demais professores e funcionários, se engajavam em projeto sócio ambiental, com a finalidade de conscientizar as pessoas sobre a finitude dessa riqueza e para ajudar pessoas necessitadas.
Faixas no sinal de trânsito, adesivos espalhados por toda a cidade, passeio ciclístico pelas principais vias da terra das grandes gameleiras e muita discussão em torno do tema marcaram mais uma edição do projeto. A escola ultrapassa seus muros e leva uma mensagem de prevenção e de renovação da esperança para o planeta Terra, que sofre os impactos da ação humana, por não entender o planeta como uma casa comum, as pessoas o tratam como se não fosse da sua conta, em Brasília centenas de milhares fizeram-se presentes, em Santa Cruz do Capibaribe centenas de estudantes estavam presentes também, em menor quantidade, mas com a mesma grandeza e interesse comum daqueles que clamam em todos os continentes, cuidemos da nossa casa. No mais fica o dito para ser reescrito e ponto final.

0 comentários:

Postar um comentário