“Ernesto Maia deveria primeiro ir pagar suas dívidas de campanha”, Jéssica Cavalcante.


O programa “Falando de Politica” que vai ao ar das 7hs às 8hs de segunda a sexta, pela Santa Cruz FM, está pegando fogo com suas entrevistas quentíssimas.
Ontem (Terça 25), o jovem Elves Ferreira garantiu que o prefeito Edson Vieira vem lhe dando condições de representar os bairros São Miguel e adjacências. O jovem líder comunitário destacou ações do governo municipal em sua comunidade.   
Porém, a participação do popular Anderson do Calçadão esquentou o programa, quando afirmou que muitos são os descasos que vem ocorrendo no Calçadão Miguel Arraes. Ele disse que está sendo perseguido pelo governo, que não quer lhe dar o direito de ser recolocado em seu Box no novo local. Afirmou ainda que já esteve no MP de Santa Cruz para lutar para que os comerciantes da feira do Paraguai ganhem seu legitimo espaço no calçadão.  
Hoje foi a vez de Jéssica Cavalcante botar furando no vereador Ernesto Maia. Ao ser indagada sobre as ameaças na tribuna por parte do vereador, que já afirmou existir uma bomba contra a mesma, respondeu: “Ernesto Maia deveria primeiro ir pagar o que está devendo de sua campanha politica. Já disse a ele que não tenho medo de suas ameaças”. A vereadora falou dos avanços do governo e de seu desempenho na função de Secretária de Articulação Política do Governo.

Zé Augusto fala sobre não derrubada do veto



Mais duas estréia programadas para SN


Mais dois colunistas estão com estreias marcadas no Blog Sulanca News, enriquecendo nosso leitor com informações e opiniões diferentes sobre assuntos diversos, priorizando nosso foco que é a politica.
O advogado Cléber Silva trará a partir do dia 4 e dezembro o dia-a-dia Direto de Brasília, mostrando e analisando os principais fatos do coração politico do país.
Nilson Pereira estreia na próxima sexta feira, sua coluna Panorama Politico, com foco na politica local, destacando temas importantes da câmara de vereadores e do governo municipal.
Os novos nomes se juntam à: Marcondes Moreno, Edson Tavares, Tallys Maia, Rimário Clismério e Bruno Feedback, como colunistas do SN. 
Para fechar os sete dias da semana, mais dois nomes serão apresentados brevemente.
Com estas medidas o blog visa levar mais informações e notícias, dando ao fiel leitor a oportunidade de tirar suas próprias conclusões.

Vereador Carlinhos da COHAB Promove


LIBERDADE DE EXPRESSÃO


         Chico Buarque deixou clara a alegria promovida pela arte musical quando eternizou as frases na música “A banda” onde relata, “estava à toa na vida/o meu amor me chamou/pra ver a banda passar/cantando coisas de amor/a minha gente sofrida/despediu-se da dor/pra ver a banda passar cantando coisas de amor”. É uma metáfora de amor à vida e as artes, uma vez que por onde a banda passa a felicidade vai se instalando. Em Santa Cruz do Capibaribe desde os idos de 1900, que a Banda Musical Novo Século faz o mesmo chamado do Chico. Nas alvoradas, concertos e festividades diversas a banda nos convida a fugir das angústias através das melodias executadas pela mesma, a exemplo do último final de semana no qual a banda promoveu um grande evento em parceria com o governo do Estado no projeto Bandas de PE. O projeto já passou por outras cidades de Pernambuco, desta feita fez parte da comemoração do aniversário da banda centenária.
Foram oferecidas oficinas de regência, trompete, percussão, trombone, sax, flauta, percussão, clarinete, tuba, trompa e editoração de partitura, além disso, o evento contou com a participação das bandas 5 de maio da cidade de Caraúbas-PB e da banda do Biu da cidade de Bonito-PE. Ficando o fechamento do evento a cargo da Banda Musical Novo Século.
“Em 4 de outubro de 1900, um grupo de idealistas liderados pelo Tenente Pedro Ferreira Pedrosa, que a generosidade dos santa-cruzenses promoveu Capitão, e José Teodoro Aragão, chamado de Major Negrinho, fundaram a agremiação cultural que se chamou, no inicio, Sociedade Musical Triunfo Santa-cruzense, hoje Sociedade Musical Novo Século”. (Blog da Banda)
Mas nem só de alegria vive a banda!
        Aquilo que era para ser considerado um verdadeiro tesouro para a cidade não tem recebido a devida atenção por parte do poder público municipal, com problemas relacionados a manutenção dos instrumentos, pagamento de pessoal dentre outros problemas, vive em busca de uma subvenção que além de ser de pouco valor ainda parcelam para poder pagar, a banda hoje conta com 130 sócios que contribuem para que essa riqueza não seja jogada fora, e mesmo assim não é suficiente. As vésperas de uma eleição que vai eleger o próximo presidente da instituição, que ao que tudo indica terá candidatura única ainda não confirmada, tendo a frente o músico da chapa Davi Pereira, a Novo Século continua passando por grandes dilemas, o maestro Wellington Araújo tem projetos para 2015 que podem contribuir para que esse tesouro não seja perdido, levando a banda para os bairros mais afastados, contribuindo dessa forma para que mais jovens possam seguir uma carreira musical, porém caso não haja um cuidado maior teremos a infelicidade de lembrar a banda que existiu, mas que deixada à toa, passou e ninguém mais pode cantar junto com ela. No mais fica o dito para ser reescrito e ponto final.
Davi Pereira, indicado como possível presidente em 2015.


Opinião: Vou sugerir a troca de nomes


Cinquenta anos depois do golpe militar, e o país vivendo a democracia plena, vestígios da ditadura militar ainda vive ostentada em alguns lugares, e eu não estou falando de meia dúzia de babaca que não aceitaram a vitória de Dilma e latem pela volta dos militares no poder.

Estou falando de logradouros públicos homenageando personalidades da época da ditadura que cometeram crimes contra a humanidade.

Um dos meus alvos é a Rua Castelo Branco, no centro de Pão de Açúcar, a qual vou sugerir aos vereadores trocar a nomenclatura para fazer tributo ao grande homem de nossa terrinha o Senhor Abílio Bento, falecido em 2004.

Seu Abílio foi uma das principais figuras tanto do cotidiano do distrito, como da política local, chegando a ser vereador, a tempo que deveria ter sido homenageado.

Meu segundo alvo será a rua Presidente Médici, que seria substituída pelo nome de do Senhor João de Assis Alves, conhecido como João Vicência. Seu João, é de uma das famílias mais antigas de nosso distrito, e nada mais justo que homenagear quem ajudou a escrever a nossa história.

Castelo Branco, primeiro presidente da ditadura militar (1964 a 1967). Embora seja considerado um dos governos mais brandos durante o regime, há relatos de torturas no período, situação constatada pela Comissão Nacional da Verdade, grupo que investiga violações aos direitos humanos. 

Por essa razão, proponho que a via pública passe a se chamar com o nome de seu Abílio. Já Médici fez um dos governos mais cruéis do regime militar, editando os chamados anos de chumbo da ditadura, então nada mais justo que tirar o nome desses assassinos e colocar nomes de pessoas que ajudaram a escrever a história de nosso querido Pão de Açúcar. Espero a compreensão da população, dos familiares dos dois homenageados e dos 11 vereadores, principalmente os de Pão de Açúcar. 

Em breve vamos sugerir a troca de nomes de mais ditadores por nomes de personalidades de nossa terra que ajudaram a escrever a nossa história. 

Junior Albuquerque
Cidadão de Taquaritinga do Norte - Pão de Açúcar

Projeto de Lei sobre publicidade em mídias alternativas tramita na Alepe

Deputado Ricardo Costa é o autor do PL por iniciativa da AblogPE.  Na próxima terça-feira (2), a Comissão de Justiça recebe representantes da imprensa e das mídias alternativas

Por Max Felipe

O Projeto de Lei Nº 2164/2014, de autoria do deputado Ricardo Costa (PMDB), publicado no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, na edição da sexta-feira (21), foi apresentado na manhã desta terça-feira (25), na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), presidida pela deputada Raquel Lyra (PSB). O deputado Silvio Costa Filho (PTB) foi designado como relator do projeto, que junto com a comissão receberá na próxima terça-feira (2), às 10h, representantes da Associação dos Blogueiros do Estado de Pernambuco – AblogPE, que é a primeira entidade civil no País, voltada a organização dos Produtores de Conteúdo para Mídias Digitais.

 Tramitando na Alepe, o projeto institui a Política Estadual de Incentivo às Mídias Locais, Regionais e Produtoras de Conteúdo de Mídias Digitais no Estado, destinando percentual não inferior a 5% da receita anual de publicidade dos três Poderes de Pernambuco, prevista no Orçamento para a divulgação de obras, anúncios, editais, programas, serviços e campanhas em geral.

Os veículos beneficiados são jornais e revistas com tiragem de mil a dez mil exemplares; rádios comunitárias, sites, blogs, Tv Web e Radio Web. “A AblogPE está ajudando muito na formatação desse projeto de lei que, acreditamos, vai incentivar não só a mídia alternativa local, mas todo o Estado”, destacou Ricardo Costa.

 
Uma comissão da Associação dos Blogueiros, junto com o presidente Lissandro Nascimento, esteve presente durante esta sessão da CCJ na Alepe. “Esse é o reconhecimento do papel social que as mídias alternativas cumprem hoje, e o projeto de Lei assegura um pequeno percentual das verbas públicas destinadas à publicidade a este setor que dissemina a informação e estimula a cidadania, sobretudo nas pequenas cidades”, frisou Lissandro.

Para acompanhar o Parecer do Dep. Silvio Costa Filho na próxima terça (02), setores ligados à Comunicação estão sendo convidados. Ainda na manhã da quinta (11/12), a blogosfera pernambucana fará uma Plenária Estadual a fim de discutir emendas à proposta.

HISTÓRIAS DO JORNAL CAPIBARIBE II


Wellington Lacerda, Leonardo e Assisão
Estávamos precisando de dinheiro para manter o jornal funcionando (nenhuma novidade!) e pensamos em fazer um show dos grandes, tipo "vai-ou-racha". Conseguimos o Clube Ypiranga de graça e precisávamos de uma boa mídia, sem investimento. Conversamos com Wellington Lacerda, da Rádio Liberdade de Caruaru AM, na época mantinha uma audiência fechada com o "Show da Noite", e propomos rachar o líquido da bilheteria em troca de publicidade. Ele topou e partimos para a escolha dos artistas.
Quase fechamos com Noite Ilustrada, mas ele tinha acabado de lançar um disco e o cachê estava impensável. Então conseguimos dois artistas: Leonardo (atual Sullivan) e Assisão (no caso deste, juntamene com a Banda Planeta Terra, para tocar a noite toda).
 

Hamilton França fazendo uma intervenção no IV Congresso da Imprensa do Interior, em 1984.

Parênteses para registrar a boa vontade, a simpatia e a forma gentil como os dois artistas se comportaram. Leonardo conversava com a gente na porta do clube, alterando a hora do show, pois Assisão tinha uma apresentação em outro lugar; e Assisão prestou toda assistência ao evento. A parte de Wellington também foi muito bem feita. 
Resultado: sucesso total. Quando tínhamos o dinheiro da bilheteria, fomos com o radialista para a redação do jornal (na rua São Miguel), fizemos as contas e repartimos a grana.  Ele ficou tão satisfeito que, a partir daí passou a fazer bailes em várias cidades, inclusive em Caruaru. No nosso caso, o dinheiro só deu mesmo para amenizar as muitas dívidas que tínhamos.
Aldenice, a sensata...
Éramos movidos a sonhos; nossas ideias infalíveis (como os planos do Cebolinha) sempre davam errado. Pensávamos em realizar eventos, em mudar o sistema de anunciantes, em alterar a diagramação do jornal... eram mil novidades para ver se pelo menos saíamos da situação de atoleiro em que nos metíamos cada vez mais.
Somente uma pessoa da equipe tinha os "pés no chão": Aldenice Farias, nossa secretária. Ela não se cansava de deixar claro que aquela onda de jornal numa cidade como Santa Cruz, e da forma que fazíamos, não iria dar certo nunca, que era melhor fechar de uma vez, que cada novo número lançado aumentava mais a dívida... Embebidos pelo desejo de prosseguir, não somente não lhe dávamos ouvidos, como brigávamos, xingávamos pra valer, quando ela vinha com essas histórias, chamando-a de barata (que bota gosto ruim em tudo)... 
Hoje entendo a praticidade de Aldenice, e vejo que ela estava com a razão o tempo todo. Não tínhamos estrutura nem experiência nem "know-how" para fazer funcionar um projeto tão audacioso. Gostaria de registrar meu agradecimento pela sua presença em nossas vidas, em nossos sonhos, em nosso projeto. E mais: a disponibilidade e o carinho de, mesmo discordando e tendo a visibilidade do buraco em que estávamos, ainda assim, esteve conosco até o final.
Congressos de Jornalismo
O Jornal Capibaribe era associado à AIP - Associação da Imprensa de Pernambuco, e sempre que era possível participava de congressos. Em outubro de 1984, quando a Equipe do JC, composta por José Romildo, Israel Carvalho, Hamilton França e Gilvaneide Amélia estiveram presentes ao 1º Congresso Estadual de Jornalistas e IV Congresso de Imprensa do Interior, sobre o que não tenho o que contar, pois não estive presente.

Em 1985, um ano depois do IV Congresso, acontecia o XIV Congresso de Imprensa do Interior.

Mas, no ano seguinte, 1985, estávamos em Olinda, para o XIV Congresso da Imprensa do Interior (não me perguntem como é que pulou do IV para o XIV, de um ano para o outro, que eu nunca entendi essa conta). Estiveram presentes: Edson Tavares, Hamilton França, Israel Carvalho, Jota Oliveira, Aldenice Farias e Rita de Cássia - foi a maior equipe de jornal do interior presente ao evento, o que mereceu inclusive requerimento à mesa dos trabalhos de voto de aplauso à equipe, por iniciativa do velho jornalista de Garanhuns Ulisses Pinto (Jornal O Monitor).
De saída, já houve um problema com a prefeitura. A coordenação do evento solicitou que cada equipe levasse uma bandeira do município, para ser hasteada no Palácio onde aconteceria o evento. Quem disse que o prefeito liberou o pavilhão? Se não fosse o Prof. Antonio Gomes ter cedido a bandeira do município pertencente ao Colégio Cenecista, não haveria representação santacruzense hasteada. Descemos o sarrafo nessa gafe da prefeitura...
Mas o evento não foi às mil maravilhas, não. Para começar, quando da inscrição, foi informado que ficaríamos num hotel de respeito; fomos jogados numa joça, pra lá de derrubada. Os almoços, que prometiam serem lautas refeições, era um aperreio danado, pois os restaurantes escolhidos não tinham estrutura para atender tanta gente, e era um estresse enorme. Era uma luta para conseguir um refrigerante que fosse, mesmo pagando por fora.
A Equipe do JC, posando com a bandeira do município, em frente à prefeitura de Olinda: Rita de Cássia, Gilvaneide Amélia, Aldenice Farias, Jota Oliveira, Israel Carvalho e Edson Tavares.
 
As palestras, algumas eram extremamente maçantes, e, numa tarde, a equipe do "Capiba" decidiu "gazear" e conhecer Olinda. O passeio foi excelente, mas escolhemos justamente o expediente em que foram lidos os tais requerimentos; a maior equipe presente ao evento não estava presente para receber o voto de aplauso...
Na volta, publicamos um artigo bem humorado, falando sobre o Congresso, coisas boas e ruins que aconteceram. Aí fomos surpreendidos com uma matéria de uma jornalista da coordenação, justamente no jornal O Monitor, esculhambando com a gente. O título: "Os PINGUÇOS de Santa Cruz". Razão do título: colocamos no artigo sobre o congresso que, nos almoços, não conseguíamos o "líquido adjutório à deglutição" nem pagando por fora... Referíamo-nos aos refrigerantes, como já falei antes. Como nesse dia não aparecemos à tarde, no evento, disseram na matéria que éramos pinguços, porque "enchemos a cara" no almoço e passamos a tarde bêbados, sem aparecer na conferência. Claro que tal afronta não ficou sem resposta... Em artigo de página inteira, escancaramos o verbo, mesmo... Fizemos até uma denúncia de corrupção de que fomos vítimas, quando o então Presidente da AIP nos sugeriu que assinássemos a carteira de um jornalista em nossa empresa, para uma "jogada" que eles estavam fazendo. Mexeu com nosso brio de honestidade: mostramo-nos ofendidíssimos, e nos recusamos peremptoriamente a fazer parte daquela situação.
Equipe do JC, fazendo turismo em Olinda, encontrou, num muro, a frase "O Capibaribe pede vida", referindo-se ao rio, mas a tomamos para o Jornal; Israel Carvalho, Gilvaneide Amélia, Aldenice Farias, Edson Tavares, Rita de Cássia e Jota Oliveira. 

"Até parece que Teobaldo foi contaminado por Zé Augusto Maia"‏


 
A secretária de articulação política de Santa Cruz do Capibaribe, Jéssyca Cavalcanti, comentou a condenação, amplamente noticiada nesta segunda-feira (24), do ex-prefeito de Limoeiro e deputado federal eleito, Ricardo Teobaldo (PTB). Ele recebeu parecer negativo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para suas contas referentes ao ano de 2010. Segundo o parecer consta que, quando gestor, Teobaldo deixou de recolher o valor de R$ 3.419.016,79, referente à contribuição patronal ao INSS, além de outras irregularidades.

Jéssyca lamentou que a condenação aconteça poucos meses após Teobaldo ter recebido mais de 8 mil e 800 votos em Santa Cruz do Capibaribe. “Isso é ruim, pois a política moderna esta fechando espaços para políticos com condenações e restrições jurídicas. O povo de Pernambuco e de nossa cidade merecem muito mais que isso”, disse Jéssyca, que mais adiante ironizou, “até parece que Teobaldo foi ‘contaminado’ por Zé Augusto Maia, esse sim, um dos maiores fichas-sujas de Pernambuco”. 

Ricardo Teobaldo foi apoiado em Santa Cruz do Capibaribe pelo ex-prefeito Toinho do Pará (PHS) e pelo deputado federal José Augusto Maia (PROS) e obteve 8.834 votos.
Assessoria

ELEIÇÃO DA CÂMARA

O ESCOLHIDO: Com indicação à presidência AFRÂNIO entra para o NÚCLEO DE CONFIANÇA de Edson Vieira!
Foi confirmada a indicação do vereador Afrânio Marques para a presidência da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe. A saída encontrada pelo prefeito Edson Vieira pode colocar um ponto final no dilema vivido pelos governistas, onde muitos nomes desejavam o cargo.
A partir da definição da indicação o quadro politico no grupo de situação acaba sendo mexido. As informações dão conta que Indicado pelo prefeito para ser o novo presidente da Câmara de Santa Cruz, Afrânio Marques terá missão especial a cumprir!
O vereador que tem uma história ligada às lutas sociais passa a ter sua chance e a oportunidade de mostrar sua competência administrativa, e acaba entrando no seleto grupo do núcleo de confiança do governo.
A indicação foi vista positivamente pelos analistas políticos da cidade.
Mas que missão especial Afrânio Marques terá?

Congresso Nacional

Plenário deve ter sessão do Congresso para apreciação de vetos na terça
 
O plenário Ulysses Guimarães tem sessão do Congresso Nacional marcada para esta terça-feira a partir das três da tarde. O objetivo é permitir que deputados e senadores limpem a pauta, trancada por vetos presidenciais ainda não avaliados. Entre eles, está o veto total feito pela presidente Dilma Rousseff a duas propostas que dão regras para a criação de municípios.

Depois da sessão do Congresso, está marcada uma sessão extraordinária da Câmara para análise da Proposta de Emenda à Constituição que garante salário integral a servidores aposentados por invalidez.

Relator da proposta, o deputado Marçal Filho, do PMDB do Mato Grosso do Sul, defende a aprovação imediata do texto.

"É muito importante a votação desta mudança na Constituição para reparar uma injustiça contra uma classe de servidores aposentados por invalidez. É preciso deixar claro e lembrar sempre que a pessoa não é inválida porque quer, então não é possível castigar a pessoa só porque ela teve problema que a fez ficar inválida e teve que se aposentar. Então é necessário que isso se corrija imediatamente."

A votação da proposta vinha sendo adiada a pedido do governo, que buscava um texto para deixar claro que os proventos integrais não seriam retroativos. Segundo o líder do PT, deputado Vicentinho, agora já há acordo, e o texto só não foi votado na semana passada porque as discussões na Comissão de Orçamento acabaram impedindo votações no plenário.

"A dificuldade, até então, era quando se percebia que ali tinha a questão da retroatividade, mas o próprio movimento que representa essa PEC na sociedade concordou e os partidos também concordaram que a retroatividade não será possível, mas será assegurado esse direito doravante."

Ainda em sessões extraordinárias, os deputados poderão votar proposta de emenda à Constituição que aumenta em um ponto percentual o repasse de recursos da União para o Fundo de Participação dos Municípios, e a proposta que obriga o Executivo a liberar as emendas parlamentares individuais, chamada de PEC do Orçamento Impositivo.

Em sessão ordinária na quarta-feira o plenário poderá analisar medida provisória que libera cinco bilhões e 400 milhões de reais para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, o Fies, e o projeto do Executivo com urgência constitucional que muda regras para a exploração do patrimônio genético de plantas e animais. As duas propostas trancam a pauta, impedindo a análise de outros projetos de lei.

Política em Análise AGORA!


Olá amigos, a partir de hoje estaremos juntos com “Política em análise”, coluna postada no Sulanca News semanalmente. Irei falar sobre a política da região e espero poder contribuir com minhas opiniões para a política regional. Mãos à obra...

ARMANDO MINISTRO: A Presidente Dilma convidou, na última sexta-feira, o Senador Armando Monteiro para ocupar uma pasta estratégica em seu governo. O currículo do Senador mostrou que sua indicação não foi apenas política, Armando Monteiro mostrou competência quando presidiu por 8 (oito) anos a Confederação Nacional da Indústria. Com um ótimo diálogo com o setor empresarial, será Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A MISSÃO DE ARMANDO: No Ministério, Armando Monteiro terá a missão de retomar o desenvolvimento econômico do país. O setor da indústria brasileira não demonstrou bons resultados nos últimos anos. Capaz de dialogar com a classe empresária, Armando conhece as principais dificuldades enfrentadas com o setor.

BEM ACEITO: Essa semana a Presidente Dilma deverá anunciar também Kátia Abreu para a Agricultura, Nelson Barbosa para o Planejamento e Joaquim Levy para a Fazenda. O contrario do que houve com os nomes de Kátia e Levy, a indicação de Armando Monteiro foi vista com bons olhos, por todos os setores. Apesar de não ter havido consulta ao seu partido, a direção nacional do PTB aprovou o nome do novo ministro, e o partido deve retornar à base governista.

JÁ EM PERNAMBUCO: Já em Pernambuco, a ex-primeira dama, viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, deverá assumir alguma secretaria do futuro Governo de Paulo Câmara. A indicação deverá ocorrer na área social. As especulações também dão conta da indicação de João Campos, filho mais velho de Eduardo, para ser candidato a vice-prefeito na chapa de Geraldo Júlio, Prefeito do Recife.

COMOÇÃO POLÍTICA: Com os nomes de Renata Campos, no Governo de Paulo Câmara e de João Campos na chapa de Geraldo Júlio, o PSB de Pernambuco pretende manter a comoção política da morte de Eduardo Campos. Como a receita deu certo em 2014, o PSB quer garantir vitória nas urnas também em 2016, com a reeleição de Geraldo Júlio, no Recife.

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: O blog do Ney Lima antecipou a articulação de Afrânio para Presidente da Câmara, Ronaldo Pacas para a primeira secretaria e Zé Minhoca, para a segunda secretaria. Desta forma, está descartada a possibilidade de Zé Elias integrar o grupo situacionista, já que os votos do grupo governista são suficientes para eleger o próximo presidente da Câmara de Vereadores da Capital da Sulanca. Mas como em política tudo pode acontecer, vamos aguardar o que tem por vir.

NÃO PROCUROU: O Prefeito esteve semana passada em Brasília, visitando gabinetes no Congresso Nacional, mas não procurou o Deputado Federal José Augusto Maia. O mandato do Deputado acaba em Janeiro/2015, mas ainda tem 15 milhões para dispor em emendas para o exercício de 2015, destes, 10 milhões fazem parte do impositivo.

NÃO FOI O QUE PROMETEU: Nos palanques de 2012 o Prefeito Edson Vieira, defendendo uma “nova política”, prometeu que “bateria na porta do Deputado Zé Augusto, se fosse eleito”. Assim como diversas outras promessas, o prefeito não cumpriu com o que prometeu.

E O CONIDER?: A população já viu boa parte das máquinas que compõem a Usina Asfáltica tão prometida e tão cobrada. Também já está em território pernambucano, a máquina de perfurar poços artesianos. Para integrar o CONIDER (Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Regional de Pernambuco), o prefeito deve enviar para a Câmara de Vereadores um projeto de lei propondo a incorporação. Assim como foi com o CONIAPE, a aprovação do CONIDER deve ocorrer em unanimidade.

A PERFURATRIZ DE POÇOS: Santa Cruz vive momentos difíceis de falta de água em seus reservatórios. Uma máquina que perfura um poço artesiano a cada 3 (três) horas, poderá minimizar os problemas. Não acredito que o prefeito irá se negar a incorporar o CONIDER, e alegar apenas questões políticas.

Perguntar não ofende: Quando será que o prefeito irá demonstrar interesse ou não de integrar o Consórcio, que já conta com equipamentos importantes como uma Usina Asfáltica e uma máquina de perfurar poços?
 
 

GRANDE OPORTUNIDADE


Nossa homenagem a Seu LUNGA




Festival de teatro invade o Sertão do Pajeú



A proposta principal do evento é contemplar duas cidades a cada ano, se caracterizando como um festival itinerante na região
Entre os próximos dias 27 e 30 de novembro, os municípios de Serra Talhada e Triunfo serão palco do I Festival Sertão do Pajeú de Teatro – Fespat. Durante esses quatro dias, a população poderá assistir apresentações teatrais e participar de oficinas, ambas gratuitas, em dois polos, sendo um no Museu do Cangaço e o outro no Cine Teatro Guarany.  

Oitos espetáculos dos mais variados gêneros foram selecionados para o evento e diariamente, duas apresentações serão realizadas em cada município, totalizando 16. Já as oficinas iniciam na sexta, 28 e seguem até o domingo, sendo uma em cada polo, sempre às 9h.
Realizado pelo Instituto Infinito, com patrocínio da Caixa Econômica e do Governo Federal, o I Fespat objetiva se tornar um projeto cultural voltado para a população do sertão pernambucano e adjacências, onde a partir desta primeira edição, se tornará nos anos subsequentes uma atração itinerante pelas demais cidades da região.

“Nossa principal proposta é expandir a formação cultural e intelectual dos participantes e espectadores, contribuindo diretamente também com a expansão e o fortalecimento dos grupos teatrais do estado”, defende o coordenador geral do Fespat, Mano Casado.
A programação completa dos espetáculos e oficinas está disponível no blog do festival, sendo possível acessar através do endereço www.fespat.blogspot.com. Os ingressos gratuitos deverão ser retirados com antecedência nos locais do evento. 

Serviços:
O que: I Festival Sertão do Pajeú de Teatro - Fespat

Data: 27, 28, 29 e 30 de novembro
Local: Cine Teatro Guarany (Triunfo)

Pátio do Museu do Cangaço (Serra Talhada)
Horário: Conforme programação

Entrada: Gratuita

Hoje tem estréia no Sulanca News


Talys Maia mostrará a “Politica em Análise”
O advogado Talys Maia estreia hoje sua coluna semanal, “POLÍTICA EM ANÁLISE”, onde abordará desde a politica nacional, passando pela politica regional, e a politica de Santa Cruz do Capibaribe.
A nova coluna irá ao ar as terças à tarde, esquentando mais ainda o clima politico.


Edson Tavares, Rimário Clismério, Marcondes Moreno e Bruno Feedback já assinam colunas semanais. Mais quatro nomes completarão o time de colunista do Sulanca News. Aguardem!


Em defesa de Zé Elias


Luciano Bezerra: “O vereador é livre para fazer sua opção na hora de votar” 
Em entrevista ao repórter Janielson Santos do Blog e programa Direto ao Ponto o vereador Luciano Bezerra criticou duramente parte da bancada de oposição, que pressionou o colega Zé Elias, quando se absteve de votar no requerimento que pedia esclarecimentos sobre o Calçadão Miguel Arraes.
“O voto de José Elias não foi respeitado. Nós já tivemos situações na casa em que vereador de nossa bancada divergiu de nosso voto e nenhum de nós fomos a tribuna repreender o vereador que votou contra, por que nós respeitamos a posição de qualquer vereador. Vemos Zé Elias se abster e acabou sendo repreendido por alguns colegas de sua bancada. Este tipo de comportamento nós não fazemos. O vereador é livre para fazer sua opção na hora de votar, e não vamos fazer repreensão como aconteceu com Zé Elias”.

Luciano Bezerra disse ainda, que os vereadores poderiam lamentar e dizer que esperavam um voto em grupo. “Ele se absteve porque fez uma reflexão no pedido que estava sendo feito pelo vereador, e viu que aquelas demandas estavam sendo resolvidas porque teve uma experiência pessoal quando a população chegou até ele, no entanto, a sua opinião não foi respeitada. É por isso que o deputado José Augusto Maia disse, que esta oposição que está aí, tem sido feito com anarquia e com gozação, e que não era uma oposição séria. A fala do deputado é diretamente para o líder da bancada, que é o vereador Ernesto Maia, que não tem mais liderança no grupo politico”.  
 
Foto: Junior Albuquerque